J. Simões

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Obras


Grito ao Tempo

Ler no Google Livros

Grito ao Tempo
15,00
00000000000
1990
108
14 x 22
É o livro de estréia de J. Simões, uma coletânea de poemas essencialmente líricos, repletos de reflexões e sentimentos que exaltam sobretudo a mulher e o amor para ir, aos poucos, focalizando a vida, os problemas sóciopolíticos, as asperezas, as trincheiras do destino, os comportamentos contrastantes entre o que deveria ser e o que é. O estilo é variado, predominantemente em versos livres e brancos, com linguagem simples mas acurada e um toque hermenêutico, exigindo do leitor algumas reflexões e análises. A mulher é o espírito do tempo, a poesia viva.
 

Gotas de Fantasia

Ler no Google Livros

Gotas de Fantasia
15,00
00000000000
1994
101
14 x 22

Coletânea de poemas. Mescla poemas de vários estilos, temáticas e etapas. Vai do verso livre e branco ao poema concreto e ao soneto tradicional. Com lirismo acentuadíssimo, em linguagem e temática de poesia pura ou desengajada, focalizando sentimentos e temas universais. É um chorar das coisas boas e belas, tais como o amor e a família, e um lacrimejar de tristezas e angústias ante às cruéis cenas presentes na vivência. É um chamamento à fantasia como parte integrante da realidade; é um canto de paz e de guerra, um enxergar o mundo e, ao olhar para si, constatar: "... o infinito é aqui, onde começam os homens!".

 

Escada da Vida

Ler no Google Livros

Escada da Vida
5,00
00000000000
1999
48
14 x 22

Dirigido ao público infantil e infanto-juvenil. Em oito poemas, canta-se especialmente as dúvidas e angústias das crianças ante a morte, os mistérios da religião, os valores da vida, afirmando que "O fio condutor / da vida é o amor / que nos alimenta. / Escada é ação, / fazer com a mão / obra que sustenta." Exalta a natureza, a família e os valores simples, especialmente o diálogo: "Aí, o nosso palavreado / aquece a boca do outro, / vai soltando aquela fumaça / por onde a gente passa / evaporando palavras quentes / que a gente vai conversando... / E o mundo vira um globo / cheio de palavras de fogo!" Leitura fácil, lírica mesclando ingenuidade e indagações. Indicado a partir das séries medianas do Ensino Fundamental.

 

Comunidade de Destinos

Ler no Google Livros

 

Comunidade de Destinos
20,00
00000000000
1999
206
14 x 22

Coletânea de poemas em versos predominantemente brancos e livres, intimistas, introspectivos e observadores. Aborda especialmente o desânimo do poeta para com os políticos e a política, focalizando instantes nas cenas quotidianas, levando o leitor à reflexão especialmente sobre fome, corrupção, menor abandonado. É uma interpretação e uma denúncia, em linguagem simples, que procura resgatar valores éticos e cívicos e a essência da vida. Mescla esses sentimentos com um canto de louvor à mulher e ao amor, tônica presente em toda a obra de J. Simões, o que dá à obra o toque criativo, um clima verdadeiramente poético, num realismo romântico.

 

Castigo pra Cachorro

 

Castigo pra Cachorro
5,00
00000000000
2000
30
14 x 22

Conto de "mistério". ou suspense Jó não gosta de animais. Agride-os, maltrata, mata. Um dia, mata um cachorrinho de um casal de velhinhos e espanca o dono, um fazendeiro idoso. A velhinha, com atitude místicas, sentencia, ameaçadoramente o Jó: - "Deus é justo: aqui se faz, aqui se paga." Jô adoece e morre. Em seus delírios, ouve cachorros latindo ao seu lado, no berço mortuário. Morto, cachorros e gatos passam a ir fazer barulho na cova. O castigo só é interrompido quando a velhinha visita a cova, com outro cachorrinho, chamado Jó e tudo volta ao normal. O narrador é uma garotinha que, no final, pára de brincar com as amigas para ir pegar o seu cachorrinho preto, chamado Jó Continua o mistério e o suspense.

 


JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Pesquisar no texto dos livros: